VÊNUS EM CÂNCER ATÉ 05 DE JUNHO,

 

“Fiz a caminhada de retorno às raízes ancestrais:

voltei às origens da minha vida,

e nas pedras rudes de meu berço

gravei poemas.”

Cora Coralina

 

Pense numa situação em que cuidar seja o abre alas. Agora imagine, quem é que vem empunhando a bandeira? Vênus em Câncer, que saiu de suas espumas e veio ao mundo exatamente para isso.

Sabe aquela casinha toda fofa e arrumada, com torta de cerejas fumegante na janela, soltando fumaçinha e tudo?  Com conforto e privacidade a toda prova? Pois é a sua imagem e semelhança.

Nada supera sua necessidade de ter o ninho aconchegante, tudo na mais santa ordem. Para esta Vênus, isso se traduz em proteção. Na sua casa/conchinha pode guardar suas recordações e idealizar as situações mais românticas do mundo.

O cuidado, com o que parece nem ter tanta importância assim, são sinais que apontam na direção de  alguma carência bem importante que a faz exercitar a maternidade em tudo. Aliás, providencial na semana em que se comemora o Dia das Mães.

Magoá-la não é difícil, pois o script criado em seu imaginário dificilmente é correspondido às ações da maioria de nós, simples mortais. Essa Vênus não quer saber de ensaios, de ajustes. Ela quer a reprodução do que idealiza. Tipo bula. E atender a ideais não é tarefa que se pense poder cumprir, certo? E aí, dá-lhe oscilações de humor, temperamento difícil, cheio de insatisfações e carências sem fim.

Neste momento em que Vênus começa a transitar por Câncer, há uma intensidade maior nos envolvimentos que tem aquela cara de compromisso, relacionamentos que parecem fazer brilhar qualquer aliança.

Relacionamentos emperrados, que não saem do lugar, podem encontrar uma definição agora. Seja para a união ou para a separação.  É aquele momento básico que atende pelo nome de chega de enrolação.

Nem pense em não demonstrar claramente o seu amor para uma Vênus em Câncer, pois jamais será perdoado.

Por outro lado, sabe como ninguém fazer com que o outro se sinta a última bolachinha recheada do pacote. E naturalmente, quer para si o mesmo. E ela sabe como fazer. É chegar perto dela para que você se sinta o mais próximo amigo de infância nos primeiros minutos. Ela acolhe, entende com o olhar, faz os gestos certos.

Não se desgasta e nem se envolve em qualquer situação. Sua fragilidade não contempla o risco e a inconstância. Vênus em Câncer, preferencialmente, quer todas as certezas do mundo. E onde estão elas, alguém sabe?

 Ao sentir-se rejeitada, ou menos amada do que pensa necessitar, faz o que? Recolhe-se em sua concha, sabe Deus até quando.  E fica pensando nisso feito disco arranhado, desfolhando margaridas… Bem me quer mal me quer bem me quer mal me quer. E assim vamos.

Às páginas tantas Vênus em Câncer enlouquece de tanto sentir falta. Precisa da família, de muita intimidade, de momentos pura ternura, de formar uma família só sua, cheirando lavanda.

Não há lógica nessa dinâmica, apenas sentimentos. Difícil o confronto consigo mesma, mais fácil e rápido é o tortuoso jogo das manipulações. Assim, enquanto estiver passeando pelo céu aquático de Câncer, precisamos cuidar para não nos enredarmos nesse tipo de situação.

Que leva não apenas tempo para conseguirmos nos libertar, como tampouco traz o ilusório pacote/sonho de consumo desta Vênus: porto seguro + romance + muita fofurice pré-concebida + excesso de cuidados etc. etc. etc.

O grande pulo do gato, nestes tempos de Vênus em Câncer, é entregar-se ao presente. Experimente!

 


_______________________________________

Dica: Ganhe presentes para seu bebê fazendo também o Chá de Bebê Online. Seus amigos irão adorar conhecer sua lista.
Veja as sugestões de listas de Chá de Bebê e faça a sua gratuitamente. Experimente fazer aqui o seu Chá de Bebê e me conte o que achou.

 

Vamos discutir este conteúdo? Deixe um comentário