wanessa-1

Hoje de manhã, a timeline das ativistas estava comemorando o post de Wanessa Camargo no Facebook que dizia:

“Meu pequeno nasceu essa madrugada (19/06) com 3,025 kg por PARTO NORMAL João Francisco Godói Camargo Buaiz é o nome do meu novo amor. Mais um amor que entra na minha vida, na minha família! Seja bem vindo meu filho! Obrigada a todos pelas mensagens de carinho. Estamos muito bem!”

Wanessa é mais uma celebridade a ter um Parto Normal depois de uma cesárea. E cada vez que uma destas mulheres conquistam seu parto, uma fadinha índia ressuscita. Por que?

1: Mito de uma vez cesárea sempre cesárea cai por terra
As evidências científicas provam que se trata de um MITO – Uma Vez cesárea, sempre cesáreaO parto normal após cesárea é, inclusive, uma recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde). O fantasma superestimado no país das cesáreas se chama ruptura uterina. Mas esse risco é de 0,5% a 1%. Como Melania Amorim defende no post linkado acima, é mais seguro para uma mulher que teve cesárea ter o próximo filho de parto normal do que passar por outra cirurgia.

2: Parto Normal não é coisa de mulher pobre
Depois de décadas em que o Parto Normal se tornou sinônimo de violência obstétrica e com um modelo privado capenga que leva a mulher a pensar estar escolhendo por uma cesárea – quando a verdade é que os médicos constroem com inverdades a falsa necessidade da cirurgia-  parto normal se tornou sinônimo de falta de opção. Quem não podia pagar por um parto teria que se submeter a verdade mentirosa que está na Bíblia: parirás com dor. Basta conversar com pessoas de classes mais baixas para descobrir o desejo pela cesárea.

Depois que celebridades como Gisele Bundchen e muitas outras escolheram por um parto normal (natural), parir se tornou, novamente sinônimo de poder feminino. Muito embora reforcem a idéia de que hoje, para parir, precisa de muito dinheiro. O que não é verdade. A elite intelectual tem descoberto uma verdade: através do parto é possível restituir o protagonismo da mulher. E isso fica claro com a afirmação de Zezé de Camargo:

“A Wanessa acabou de entrar em trabalho de parto. Falei com ela e ela estava lá chorando. Vou para o hospital correndo. Vou desmontar lá”. “Eu quero convencê-la a fazer parto cesariana, mas ela quer fazer normal. Eu acho cesária muito mais rápido, mas ela quer fazer normal, coisa de mulher né?!”.

É Zezé, é coisa de mulher mulher, sim! E ainda bem quem é. Ninguém fez o parto da sua filha. Ela pariu. E esse é um poder que você não pode mensurar. Porque para parir neste país é preciso lutar muito. Mas cada mulher que pare é menos uma mulher que se submete a um modelo machista que infantiliza, aliena e anestesia suas mulheres.

ap-Kalu


_______________________________________

Dica: Conheça tudo sobre Chá de Bebê. Lembrancinhas, Decoração e muito mais. Veja aqui as melhores dicas sobre Chá de Bebê e me conte o que achou.

 

Vamos discutir este conteúdo? Deixe um comentário