A cada relato de violência obstétrica que leio, me dói muito. Já chorei bastante lendo textos e dei graças várias vezes por eu ter o privilégio de viver fora do sistema obstétrico brasileiro. Me corta o coração, me rasga a alma, saber que quase nenhuma mulher (ousaria dizer até mesmo nenhuma) da minha família teve a oportunidade de vivenciar a experiência de um parto normal, com respeito. Me dá raiva, saber que minha irmã que está com 36 semanas de gravidez, provavelmente não vai parir porque segundo o médico fofinho, ela tem problema com tireóide! sendo que aqui eu pari com eplepsia e minha cunhada pariu normalmente o filho que tinha um dos problemas mais graves de coração que existem, ele só tinha 3 cavidades funcionando.

Gosto de contar como funciona aqui na Suíça, com a esperança de que um dia todas as mulheres do Brasil tenham direito de parir com respeito e do modo que bem entenderem. Já ouvi várias vezes a frase clichê “pra você é fácil falar”. Ô frase que me irrita, se as pessoas soubessem o quanto é difícil ter a consciência do que acontece no Brasil, sabendo que é tão possível e tão simples exercer o direito de parir. simples assim. Tão fisiológico e natural quanto dormir ou comer.

Semana passada eu contei um pouco sobre como foi a minha primeira gravidez e o parto aqui na Suíça. Comentei que o médico que faz o pré natal é o responsável por inscrever a parturiente no hospital público e que ela recebe vários documentos em casa da confirmação de inscrição. Essa semana recebi a documentação do hospital. Estou com 34 semanas da segunda gravidez e o hospital já está preparado caso eu ligue a qualquer momento nas próximas semanas. Recebi também um livrinho informativo que gostaria de mostrar aqui, para vocês terem uma idéia da organização e do respeito, esse que eu insisto em citar. E que fique claro que a Suíça não é perfeita, política e dinheiro reinam aqui também. Seguro de saúde privado é obrigatório para todo morador, mesmo havendo hospitais públicos, a saúde não é 100% gratuita e isso faz parte do sistema. A questão é que funciona e funciona muito bem.

vou colocar algumas fotos do livrinho de informação e traduzir algumas partes:

 

Bildschirmfoto-2014-05-25-um-11.54.49.png. Click to set as featured

 

wilkommen.png. Click to set as featured

“Bem vinda

Gravidez, parto e o tempo com um recém nascido levam a importantes mudanças na vida das mulheres e da família. Nosso objetivo é criar para você um ambiente em que você se sinta segura e protegida. Nos queremos proporcionar à você cuidados individuais durante sua estada. Para nós é importante realizar seus desejos tanto quanto possível. Nós nos felicitamos por te acompanhar no nascimento da sua criança, e esperamos que através desse livrinho você ache algumas das respostas para as suas perguntas. Nossas parteiras estão disponíveis 24horas para suas perguntas pessoais.

Para sua gravidez e parto nós desejamos tudo de bom!”

 

gebärmethode.png. Click to set as featured

 

Bildschirmfoto-2014-05-25-um-11.55.07.png. Click to set as featured

 

Seu próprio modo de parir

Nós acreditamos que cada nascimento é único e tem seu próprio andar. Isso exige um acompanhamento individual. Nós gostariamos de te encorajar a apresentar seus desejos e vontades, como por exemplo o modo que você gostaria de parir, e assim poder preencher suas expectativas. Traga um acompanhante que seja para você um apoio importante durante o parto. Doulas/parteira e médicos procuram na medida do possível ajudar de modo natrual durante o parto. Porém mesmo com a melhor preparação para o parto, a duração e a intensidade das dores do parto não é previsivel. Mas a medicação nunca é de rotina.

Métodos de aliviar a dor disponíveis:

massagem, compressa, aromaterapia, acupuntura e acupressura, homeopatia, anestesia peridural.

 

kind.png. Click to set as featured

Sua criança nos seus braços

Logo após o nascimento, pegue sua criança nos seus braços, dê para o recém nascido o importante contato com o corpo e aproveite a primeira mamada. O cordão umbilical pode ser cortado por você mesma ou seu companheiro. Seu companheiro é convidado para ajudar nos primeiros cuidados com o bebê. Pegue esse tempo para se recuperar dos esforços. Depois do parto você pode tomar banho e comer. Depois será acompanhada à estação pós natal. Para problemas, nosso competente time de médicos (ajudantes de parto e pediatras) estão disponíveis a qualquer momento. O hospital de Baden dispõe de uma área neonatologica, onde nós cuidamos e observamos bebês prematuros que tenham alguma dificuldade.

 

kind.png. Click to set as featured

 

Bildschirmfoto-2014-05-25-um-11.56.29.png. Click to set as featured

Deixe-se ser “mimada”

Cada criança tem seu ritimo para dormir e acordar. Depois do nascimento você pode sempre que quiser e quanto tempo quiser cuidar  do seu bebê no quarto junto com seu parceiro. As enferemeiras da área pós natal estão disponíveis a qualquer momento para ajudar. Para nós é importante que a sua estada na área pós natal seja organizada de acordo com as necessidades especiais da sua família.

 

Bildschirmfoto-2014-05-25-um-11.56.20.png. Click to set as featured

As próximas informações no livirnho são sobre as opções de quarto (de acordo com o seu seguro de saúde), comida (incluindo um jantar de gala para quem tem certos tipos de seguro), tempo de visita, ginástica pós natal, check list do que levar para o hospital (para o bebê não é necessário levar nada, a criança recebe roupas e fraldas durante a estada no hospital) e cursos disponíveis. Ainda recebi junto um plano de parto para preencher e tabela de descrição de valores para necessidades extras e o que é coberto pelo seguro. Esse material é disponível também online. E mais uma vez para constar, vem do hospital público da cidade de Baden – Aargau. Caso alguém tenha curiosidade o site está aqui (em alemão): http://www.kantonsspitalbaden.ch/baden_d/Frauen_und_Kinder/Schwangerschaft-Geburt/index.php

Além disso tudo, no aniversário de um ano do bebê, eles mandam um cartão de felicitações e agradecem por terem feito parte do nascimento do seu filho. Talvez o Brasil demore muito para chegar a oferecer um serviço assim. Eu desejo a todas as mães um dia poderem vivenciar o dia mais especial da sua vida com esse respeito. E fica aqui a minha indignação e dor de mãe, dor de mulher, muito pior do que a dor de um parto pelas mulheres que ainda não tem esse direito.


_______________________________________

Dica: Conheça tudo sobre Chá de Bebê. Lembrancinhas, Decoração e muito mais. Veja aqui as melhores dicas sobre Chá de Bebê e me conte o que achou.

 

Vamos discutir este conteúdo? Deixe um comentário