Anastasia Chernyavsky

Foto: Anastasia Chernyavsky

Quando estava grávida, ganhei da minha avó vários pijamas. Fiquei embasbacada diante daquelas peças de roupa.

Quem me conhece sabe que eu não tenho ou uso pijamas, a não ser em situações muito especiais (quartos coletivos com pessoas que conheço pouco).

Fui criada em uma família cuja nudez nunca fora castigada. Sempre vi minha avó nua, minha mãe, meu pai e até meu tio, sem que isso tivesse qualquer conotação sexual. Lá em casa as pessoas nunca fecharam a porta do banheiro, seja para fazer coco ou xixi, seja para tomar banho.

Até hoje fico sem roupa na frente do meu pai, da minha irmã (do meu tio não mais). Uma amiga psicóloga me disse: o pedófilo sente atração pelo corpo infantil e os homens pelo corpo adulto, sugerindo que eu não teria mais idade para ficar sem roupa na frente do meu pai.

Eu não concordo: para mim e em meu contexto familiar a nudez nunca teve qualquer conotação sexual. Para mim um corpo nu é apenas um corpo nu. O que me incita desejo é mais a atitude do que as formas em si.

Desde que Miguel nasceu tomamos banho juntos. Lembro-me, dele, nos primeiros dias, nos primeiros banhos de chuveiro. Aquele corpo pequeno, relaxado pela água que caia, unido ao meu corpo despido gerava uma sensação de tranquilidade e vinculo imensurável.

Com o passar dos meses colocava ele na bacia enquanto me banhava. Mais tarde enquanto brincava no chão do banheiro aproveitava para tomar meu banho.

Ali no banho ele percebeu que éramos diferentes: que homens tem pinto, mulheres vagina. Que as mulheres grandes tem pelos e as pequenas não. Tudo respondido com a maior naturalidade.

Hoje Miguel já se banha sozinho. Algumas vezes tomo banho ao lado (nosso box tem 2 chuveiros). Há algum tempo ele lava suas partes íntimas sem ajuda.

A nudez não significa que o corpo pode ser tocado. Tanto na minha casa, com meus pais, avó e tia, ninguém tocava no corpo do outro. Aqui em casa, a mesma coisa.

Acredito que a nudez, na nossa sociedade ainda é um grande tabu. Muito embora as roupas estejam cada dia mais curtas, os corpos mais expostos, as revistas femininas exibindo corpos nus, a nudez ainda é permitida quando usada para estimular e despertar a sexualidade, a sensualidade.

Uma mulher pode mostrar os seios nus para despertar desejo (seja em revistas, seja entre quatro paredes). Desta forma, o seio que alimenta uma criança também carrega consigo esse despertar oculto e ambíguo de pureza e sexualidade.

A sociedade vê esta relação com o corpo, principalmente feminino, que deve ter a função meramente sexual. Essa sexualidade é, por sua vez, entendida como para servir aos desejos do homem.

Quando a nudez é apenas uma nudez, como da moça da foto, quando um seio que alimenta não serve para seduzir, quando uma vagina está funcionando, não para acolher a um membro masculino, mas para trazer uma vida, há uma quebra na ordem social.

Os seios precisam ser guardados e substituídos por mamadeiras, devolvendo ao seio sua função não biológica de apenas ser um objeto de desejo masculino. A vagina poupada de sua função de parir, estará apenas para servir à função cultural de dar prazer ao homem. Quando usada deve ser infantilizada (raspagem de pelos ou tricotomia), secionada ( uma punição por desejar fazer uma função para a qual a sociedade não deseja, será cortada, costurada e carregará a cicatriz – episiotomia).

Quando uma mulher se desnuda, não para seduzir, apenas pelo exercício de sua liberdade; quando a uma mulher é dado o direito de parir naturalmente e sua vagina cumpre prazerosamente uma função que independe da figura masculina; quando os seios alimentam pelo prazer e biologia que contém neste ato, há uma quebra de paradigma cultural. A mulher retoma o prazer em suas funções biológicas e desassocia a sexualidade da necessidade de dar prazer ao homem.

Essa é a verdadeira nudez que, infelizmente, ainda é censurada, dentro de muitas mulheres e pelo mundo afora.

ap-Kalu


_______________________________________

Dica: Ganhe presentes para seu bebê fazendo também o Chá de Bebê Online. Seus amigos irão adorar conhecer sua lista.
Veja as sugestões de listas de Chá de Bebê e faça a sua gratuitamente. Experimente fazer aqui o seu Chá de Bebê e me conte o que achou.

 

Vamos discutir este conteúdo? Deixe um comentário