All Posts By

Vila Mamifera

epino
Preparo ao Parto

Exercícios para Fortalecimento Pélvico #1

Olá!

Essa semana recebi em casa meu Epi-no, para quem não sabe se trata de um aparelho que auxilia no preparo do assoalho pélvico antes do parto normal e depois do parto é muito útil para fortalecimento da musculatura e tudo voltar ainda melhor para o antigo lugar.

O manual de orientações dos exercícios veio em Alemão :( mas aos poucos estou traduzindo e postarei aqui em partes os exercícios de lá.

“Poxa Sá, sacanagem, só dá para fazer os exercícios com o aparelho?”

Não (EBA!) Todos os exercícios podem ser feitos com e sem o Epi-no, e são recomentados não apenas para gestantes, toda mulher pode e deve fortalecer seu assoalho pélvico, esses exercícios podem ajudar com problemas como incontinência urinária, incontinência fecal, prolapsos e outros.

Experimente fazer todos os dias, por uma semana e depois me conte a diferença, esses exercícios aparentemente bobos podem mudar vidas.

*Em casos de incontinência intensa, um fisioterapeuta perineal deve ser consultado, ele irá fazer a avaliação perineal e orientar os exercícios especificamente para você.

**Caso sinta dor relacionada ao exercício pare, esse não é o objetivo.

 

Antes de começar a se exercitar …

• Ler a descrição do exercício para melhorar a compreensão de primeira.

• Familiarizar-se com o manuseamento do aparelho; praticar diversas vezes com uma mão bombear o balão com calma e, em seguida, o deixar o ar sair novamente

• Garantir que terá momentos de privacidade e calma

• lavar as mãos

• Tome um momento para instruções de respiração antes de respirar e exercício de conexão

• Os exercícios são classificados por dificuldade crescente; recomendamos portanto, começando a praticar nessa ordem.

• Você deve se exercitar com o balão intra-vaginal (na vagina) apenas quando lhe apetecer; o assoalho pélvico é uma área do corpo muito sensível; disciplina exagerada não é apropriado aqui; se você tiver o seu período ou uma infecção deve fazer uma pausa no treinamento com o balão. Você pode fazer ainda a programação sem EPI-NO

Usando Delphine Plus ou dispositivo para aplicação feedback externo.

• Muito importante: Nunca inflar o balão para que você sinta dor!

• Para a dor resultado de exercícios, consulte o seu médico

• Os músculos do assoalho pélvico são constituídos de fibras musculares predominantemente lentos. As fibras musculares desse tipo são melhor se treinadas pela baixa resistência.

Respiração

O diafragma é o músculo mais importante respiração. Ela abrange, como uma cúpula de vísceras abdominais, e forma a interface entre a cavidade abdominal e cavidade toráxica.

O diafragma e os músculos do pavimento pélvico são ligados uns aos outros através de bainhas de tecido conjuntivo da cavidade abdominal, conhecido como painéis de instrumentos, como duas telas suspensas paralelas. Portanto, uma respiração saudável para os músculos do assoalho pélvico é muito importante.

Se os músculos do assoalho pélvico e abdominal estão completamente relaxados, acontece na respiração seguinte:

Com inspiração reduz o diafragma e pressiona os órgãos abdominais para baixo sem travão em que também reduz o assoalho pélvico. Com a expiração, o diafragma se move para cima mais uma vez, a pressão exercida sobre os órgãos abdominais e, assim, diminui o pavimento pélvico também movido ligeiramente para trás para cima.

Essa técnica de respiração é chamada respiração abdominal. Ele fornece o caminho para uma espécie de “massagem nos órgãos” e é importante para o relaxamento. Enquanto em pé, sentado ou caminhando a respiração abdominal é único, porém inadequados como a pelve e coluna lombar requerem uma tensão de aproximadamente 30% de base para a estabilização ótima.

Para saber a tensão de base de 30% pode ser encontrada na parte posterior do exercício, uma guia especial – “De 0 a 100 – encontrar a tensão de base de 30%”.

 

Exercícios de percepção:

O movimento do diafragma você pode sentir mais fácil se você colocar suas mãos sobre as costelas inferiores enquanto respira.

A movimentação do assoalho pélvico, você vai encontrar quando você coloca facilmente as pontas dos dedos de uma das mãos na região do períneo entre o ânus e a vagina durante respiração ofegante.

Respiração saudável, o que também permite uma boa estabilização segmentar, atinge todos os três espaços de respiração: 1/3 na região abdominal, 1/3 na região das costelas inferiores, 1/3 nos picos pulmonares superiores. A fim de alcançar um melhor acesso a essa respiração saudável, é muito útil para controlar o espaço e tempo de cada respiração.

Respiração tórax lateral, ou seja a respiração na área das costelas inferiores, é particularmente importante porque muitas vezes um défice de mobilidade das nervuras (e os músculos que ligam as nervuras para o outro) exige especial atenção aqui.

Exercício Respiratório:

A melhor maneira de praticar a respiração artificial de diferentes espaços de respiração em decúbito dorsal, tocando com as mãos sobre os locais apropriados:

1. Respiração abdominal: Toque entre o osso púbico e o umbigo. O abdômen deve subir com a inspiração e diminui com a expiração.

2. Respiração tórax Lateral contato com ambas as mãos sobre as costelas inferiores. As costelas devem ser largas com a inspiração para o lado e ao expirar inferior (como um guarda-sol que abre e fecha).

3. Ápices respiração tocando o esterno, O esterno deve ser levantado com a inspiração e diminui com a expiração.

A conclusão deste exercício é a respiração em todas as três áreas com um a respiração: 1/3 estômago, 1/3 tórax lateral e 1/3 picos pulmonares.

Em seguida, expire completamente.

Uma vez que as fibras do músculo diafragma são perfeitamente esticadas na fase de respiração, para fora completa, é importante não negligenciar a exalação. Tente portanto, a exalar um pouco mais do que você precisava respirar.

A respiração consciente aprofundada pode facilmente causar-lhe a hiperventilação (ou seja, com muito oxigênio ficar tonta). Para evitar que isso aconteça, insira repetidamente pausas, onde você respira normalmente.