Browsing Tag

Contrações

19059410_1760210814270116_7788179999083996223_n
Parto

As contrações são você

Nem mais fracas nem mais fortes, as contrações são suportáveis por serem parte de você. Expressão mais clara da sua própria força.

Isso assusta, muitas vezes.

Começam tímidas, lá pelo sétimo mês de gestação, deixando a barriga bem redondinha e provocando desconforto na pelve algumas vezes, nada de dor ainda nesse momento.

Mais tarde, próximo ao parto, elas começam a mudar.

Curtas de duração e bem doloridas, com enormes intervalos (uma a cada hora, ou algumas seguidas e depois param espontaneamente)
Ou longas com intervalos curtos (1 minuto de duração e 3 de intervalo = trabalho de parto ativo!)

Como você pode lidar com suas contrações?

1: Encare o seu Medo, lembre que elas são essenciais para que seu bebê nasça e é importante que venham e sejam fortes para que isso aconteça

2: Respire profunda e pausadamente, Yoga e Pilates durante a gestação podem dar o treino e ritmo certos para esse momento. Quanto mais profundamente respirar mais você irá soltar as tensões musculares e aliviar as dores.

3: Se puder, tenha uma Doula ao seu lado. Ela irá de ajudar a se acalmar e focar no que realmente importa a cada momento e te lembrar que você é capaz e forte o suficiente.

4: Abuse da água quente, vão te ajudar a relaxar e aliviarão muito a sensação das contrações

5: Rebole, faça círculos grandes com os quadris, pequenos, vá para frente e para trás… Não importa. Deixe seu corpo te mostrar quais são as posições e movimentos melhores para aquele momento, mesmo que você não acredite em mim agora vai saber e sentir exatamente como deve ficar.

6: Vocalize, soltar o ar relaxando a garganta com sons de “As” ou “Os” são ótimos para aliviar as contrações mais intensas e vão te ajudar a mudar o foco, ao invés de pensar na sensação vai prestar atenção no som que estará fazendo

7: Evite ficar deitada, costuma ser a posição mais desconfortável para se estar quando se tem contrações. Diferente da cólica menstrual, as contrações não vão passar com um comprimido, o melhor remédio é sua participação ativa na expulsão do bebê.

8: Você quer gritar? Grite!
Quer gemer? Ótimo!
Quer rebolar? Tenha apoio
Você precisa de um tempo para descansar? Deixe que seu corpo descanse, tenha por perto quem te ajude a relaxar.

As contrações duram no máximo 60 segundos cada uma, é um tempo curto, não acha?

8: Converse sobre como se sente antes do parto.
Existem duas escolas muito antigas sobre o parto sem dor, uma delas afirma que quanto mais segura a mulher se sentir mais fluído será o parto, isso envolve equipe, ambiente, acolhimento. O medo gera tensão muscular, que por sua vez gera mais dor. A ansiedade pode ser um alerta já na gestação que você não se sente segura com um ou mais pontos, é bom resolver essas questões antes do parto em si.

Parir dói, mas nunca mais do que podemos suportar é a nossa própria força. Seu próprio poder escancarado para você e todo mundo ver. Isso assusta, mas você É CAPAZ.

O que atrapalha mesmo no parto é o medo/angustia alheio, falta de apoio, intervenções desnecessárias e desrespeito às vontades da mulher.

tobogã de bebê
Diversão e Relaxamento, Parto, Trabalho de Parto

A diferentona: Tobogã de bebê

Quem é que engravida e pensa imediatamente “Nossa quero um trabalho de parto beeem longo, umas 30 horas. Assim posso ouvir toda a playlist que eu fiz, comer todas as minhas guloseimas preferidas, dá para ficar na piscina, na cama, banqueta… ai vai ser demais!”

Eu, particularmente, ainda não conheci. ~mas se você é dessas se manifeste!~

O que acontece que a gente engravida já sonhando em ser a diferentona do parto, a tobogã de bebê, aquela que espirrou e bebê saiu voando praticamente. Único problema que essa meta é bem mais difícil de ser atingida. Querida leitora, se é seu primeiro parto, escreva esse sonho lindo de parto quiabo em um papelzinho bonito e guarde em uma gavetinha, depois do seu parto real você vai lá e lê esse papelzinho, aposto que irá rir muito ainda…rs

Lembra que segunda eu falei aqui: “Cada parto tem seu tempo para durar, cada minuto é importante, cada contração é importante”

Mas tem algumas coisas que podemos fazer para manter fluidez e tranquilidade do trabalho de parto, lembre sempre de manter as posições pelo tempo de 3 contrações pelo menos.

  • Deambular: andar com o quadril bem solto rebolando bastante
  • Respiração profunda e pausada:  inspira em 5 tempos, segura 5 tempos e solta em 5 tempos
  • Posição de 4 apoios (muito carinho e cuidado com os joelhos)
  • Posição de 4 apoios mas com braços dobrados sob a superfície e cabeça deitada sobre eles, quadril bem solto e para cima
  • Uso de Reboso nos quadris
  • Deitada de “ladinho” a mãe pode também com a ajuda de alguém apenas levantar a perna que está por cima, trazendo levemente para frente, durante a contração. Depois abaixa a perna e descansa um pouquinho até a próxima.
  • Depois de cada mudança de posição faça círculos com o quadril, para ajudar a relaxar todos os músculos, preste atenção em como eles ficam quando tensos e quando relaxados e ao perceber tensão, respire beeem fundo e solte.

Por favor, não vá fazer essa lista em sequencia! São sugestões, e você pode e deve alternar conforme sinta vontade.

Chuveiro, bola, banqueta, são sempre bem vindos, mas mais do que qualquer objeto de parto o essencial é manter um clima leve e seguro, diria até descontraído.

Eu particularmente amo o trabalho de parto, é um dia especial e inesquecível na vida de todos, então porque não fazer dele um momento delicioso? Conversem, riam, dancem.

 

Trabalho de Parto

Um pouco de tudo: O Trabalho de Parto

Como você pode identificar o inicio do trabalho de parto real?

Contrações com duração de aproximadamente um minuto cada uma com intervalos de 5 em 5 minutos, cada uma. É importante acompanhar esse ritmo por mais ou menos uma hora, para evitar internações precoces e stress.

Você pode ter um trabalho de parto rápido como da Duquesa Kate, de 2 horas, como pode durar até 30 horas, isso varia conforme cada mulher e corpo. Normalmente os primeiros partos são mais longos, em contrapartida, os segundos e terceiros são mais rápidos, pelo corpo já estar “treinado” para isso!

Gosto de frisar para as gestantes que acompanho que assim que o trabalho de parto se iniciar, que esqueçam do relógio, não se apeguem a tempo! Bebês sabem nascer, confia no seu corpo e na sua equipe que fará o monitoramento do seu bebê.

A bolsa romper não significa que o trabalho de parto começou, tem mulheres que só apresentam inicio de contrações horas após a roptura, porém o acompanhamento de quipe é necessário e vital, para assegurar o bem estar da mãe e do bebê.

A dor do processo é muito relativa, vai de como você encara as contrações, o trabalho de parto é uma grande desconstrução. É a despedida do “eu grávida” e aceitação da nova fase, da mulher-mãe.Existe também em muitas o medo de dar conta, de tudo dar certo, será que serei boa mãe? Essas questões podem atrapalhar no bom andamento do parto.

As contrações são como ondas, que começam bem sutis e tem picos mais intensos. A diferença durante o processo é que esses picos passam a ter duração maior, o que é ótimo! Afinal são essas ondas intensas que trazem o bebê. Celebre esse momento e se entregue!

Quanto mais relaxada estiver, melhor será a vivencia das ondas e experiencia de parto.