Imagem1
apoio, doula, humanize-se, parto

5 Motivos para frequentar um grupo de apoio ao parto humanizado

Você está grávida, descobriu como é o nascimento no Brasil e resolveu que quer um parto respeitoso, seja no hospital ou em casa. É nessa hora que vem aquela pergunta desesperadora maravilhosa: O QUE É QUE EU FAÇO AGORA? Simples. Procure um grupo de apoio ao parto humanizado na sua cidade.

1- Conhecer o outro lado da história.



Nada contra o ginecologista obstetra que te acompanha desde sempre, a sua tia que disse que na família as mulheres não tem passagem ou aquela sua amiga que queria parto normal, mas o bebê tava enlaçado. Informação é tudo e quando você conhece as evidências científicas começa a perceber o que é mito e o que não é. Conversar com pessoas que tem histórias pra te contar, artigos pra te mostrar e, principalmente, coração para te apoiar é importantíssimo. Esse post aqui pode te interessar também.

2 – Receber dicas preciosas.

Desde ”esse médico tem tendências cesaristas” até o uso de produtos alternativos (fraldas de pano, slings, epi-no, shantala, óleos essenciais…) e detalhes sobre os tipos de parto. Além disso, é muito comum você descobrir o médico, a doula e a parteira por lá mesmo.

3 – Ouvir relatos de parto e puerpério.



Sim, nós fazemos isso na internet. Mas é muito diferente quando você assiste a  um relato e sente todas as emoções na voz da mãe ou do pai. E ainda por cima olha aquele bebezinho nos braços dela e imagina, claro, como será a sua vez.

3- Ter companheiras-de-barriga.



Existe praticamente uma irmandade imediata entre grávidas. É muito lindo sentir a força do apoio feminino. Olho para todas as minhas companheiras de barriga com muito carinho, porque foi com elas que eu tirei dúvidas, ri dos sintomas, aprendi. E cada vez que uma paria era como se fosse alguém da família ou uma amiga de longa data. Nunca vou esquecer do ritual de despedida da barriga do grupo que frequentei. Me senti iluminada, amada e totalmente pronta para a chegada de Amora. E chorei horrores, claro. 

4- Conversar sem parecer A LOKA DO PARTO.




Não dá pra negar, quem passa pela experiência de gestar e parir fica muito um pouco monotemática, sim. E os assuntos tratados numa roda humanizada são muitas vezes polêmicos aos olhos de quem nunca leu nada sobre o assunto.

5- Ser guiada por mulheres maravilhosas. 




Geralmente a roda é guiada por ativistas (muitas vezes doulas ou parteiras) que respiram a humanização. Mulheres guerreiras que já passaram por diversas situações. Estão sempre atentas e dispostas a ouvir nossos medos. Uma das coordenadoras do grupo que frequentei foi a minha doula, inclusive. E só de pensar nela meus olhos enchem d’água de tanto amor e admiração que tenho <3 sou meiga?

Se você está tímida ou ainda não tem o apoio da família ou tem os horários apertados e ainda não sabe quais são todos os grupos da sua cidade, eu tenho uma dica. A partir de hoje começa uma feira para crianças e gestantes e lá foi montado o Espaço CriAção: Gerar, Parir e Criar, organizado pelo Mãe Nutriz, pelo Maternaço e pelo Instituto Nômades, em parceria com o ISHTAR Recife. É uma oportunidade perfeita para você dar uma espiada na coisa toda, participar de alguma roda (nem que seja só pra ouvir), assistir um documentário, tocar nas fraldas de pano, experimentar um sling. Dê uma olhada na programação e, sério, não deixa de ir, não. 😀

PROGRAMAÇÃO DAS OFICINAS E RODAS DE CONVERSAS DO ESPAÇO CRIAÇÃO: 


09.10 (quinta –feira)

16:30 – 18:30 Exibição de filmes curtos sobre parto humanizado

19:00 – 21:30 Roda de conversas sobre o parto na água (Grupo Boa Hora /Instituto Nômades)

10.10 (sexta-feira)

16:30 – 17:30 Exibição de filmes curtos sobre parto humanizado

18:00 – 19:30 Oficina de Shantala – massagem para bebês (Betânia Guimarães)

19:30 – 21:30 Roda de conversas sobre parto domiciliar (DeMáter)

11.10 (sábado)

11:00 – 12:30 Roda de conversas sobre amamentação (DeMáter)

14:00 – 15:30 Roda de conversas sobre parto humanizado (Ishtar – Espaço para Gestantes)

15:30 – 18:00 Roda de conversas sobre benefícios do uso de slings e fraldas de pano (Maternaço)

19:00 – 21:00 Roda de conversas “Práticas integrativas para uma gestação saudável e a preparação para o parto” (Maiana Gomes e Adriana Ayub)

12.10 (domingo)

11:00 – 12:30 Oficina de Shantala – massagem para bebês (Betânia Guimarães)

14:00 – 15:30 Roda de conversas “Puerpério – uma abertura para a alma” (Ludmila Cavalcante/Mãe Nutriz)

16:30 – 18:30 Exibição do filme “O Renascimento do Parto”

19:00 – 20:00 Exibição de filmes curtos sobre parto humanizado

SERVIÇO

Espaço CriaAção: Gerar, Parir, Criar

Local: Fenekids 2014, Centro de Convenções de Pernambuco, Olinda

Data: 09 a 12 de outubro de 2014

Realização: Instituto Nômades

Parceria: Ishtar – Espaço para Gestantes, Mãe Nutriz e Maternaço

Mais informações:

Instituto Nômades – (81) 9973.8035 (tim) /8960.4721 (claro) – boahora@institutonomades.org.br

Maternaço – (81) 9463.5074 (claro) – kalinne_mm@yahoo.com.br

Chá de Bebê
Previous Post Next Post

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply Tamyres Ximenes 5 de novembro de 2014 at 15:59

    Uma pena só ter descoberto teu blog agora :( Sou redatora nesse mercado louco de Recife e tô com 25 semanas de gestação esperando minha Alice! Queria contato de algum grupo de parto humanizado, se fosse possível. Parabéns pelo blog, pela linda Amora e por tudo (lindo) aqui.

  • Leave a Reply