Como viajar com dois bebês

Estou escrevendo sobre nossas férias de fim de ano e esqueci-me de fazer um post que todo mundo estava pedindo há um tempão: como é uma viagem internacional, sem ajuda, com dois filhos tão pequenos? Tem algum “modo de fazer”, alguma dica?

Olha, é mais ou menos assim: às vezes falta mão, tem hora que um grita e acorda o outro que acabou de relaxar, o pequeno faz cocô quando o maior está comendo, o grande quer continuar brincando enquanto o pequeno tem dormir, os dois invariavelmente querem o mesmo brinquedo… O dia acaba e a gente está exausta, você nunca toma banho sozinha, nunca come enquanto está quente, dorme com um pirralho que parece um relógio ao invés de ficar de conchinha com o marido, enfim… É maravilhoso e quando acaba dá vontade de chorar no avião.  :)

Viajar com dois filhos é, essencialmente, como criar dois filhos. Não é fácil, não é conveniente, mas não existe nada melhor…

Iphone Gabi dez 2014 Panamá e Costa Rica 588

Crie o site do seu Neném

Sobre Gabi Sallit

Gabriella Sallit virou Gabi ainda pequenininha. E, para não ter um filho que tivesse que explicar a vida inteira a grafia do seu nome (aprendeu a falar "meu Gabriela é com 2 Ls" antes de papai e mamãe), escolheu um nome pequenininho para o seu filhote. João está começando a falar e já escolheu como prefere ser chamado: Jão!

VENHA, e CONECTE-SE COM A VILA!

Receba as novidades em primeira mão!

Esta entrada foi publicada em Viagens e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

7 respostas a Como viajar com dois bebês

  1. ca disse:

    Gabi, alguma dica sobre cadeirinhas de transporte no destino!? preferencialmente em taxi. ou tem que alugar carro?!
    levar as ditas nao vai rolar! :(

  2. Gisele disse:

    “Não é fácil, não é conveniente, mas não existe nada melhor…”

    Perfeito Gabi! Assino embaixo!

    Na minha última viagem para o nordeste brasileiro meu caçula (11 meses na época) desenvolveu uma grave pneumonia (ele tem APLV) e teve que ser internado um dia antes do retorno previsto. Conclusão: Meu marido voltou, aos prantos, com minha filha mais velha (2 anos) – que, diga-se por passagem, deitou meu marido no colo e o acariciou o tempo todo dizendo: calma papai, não chora… a mamãe já vem… – e eu fiquei com o meu guerreiro no hospital por mais 5 dias… foi terrível! Mas isso não me fez desistir! Já temos nova viagem marcada, agora com o aval da Pneumologista, e estamos contando os dias para essa nova aventura!

  3. Elisa disse:

    E as dicas?! Vou dar as minhas pro aviao:
    – Levem o canguru (carrinho normalmente só te devolvem com as malas e sling é meio ruim de amarrar dentro do aviao).
    – Se a crianca já tiver seu próprio assento, pecam pro comissário aquele cinto de seguranca extra. Quando a cria deitar pra dormir voce fecha e aperta bem o cinto principal e prende o cinto extra na cintura da pessoinha e no cinto principal. Eles ficam mais confortáveis e mais seguros.
    – Levem mochila como bagagem de mao e ponham tudo dentro. Mil bolsas e sacolas é ruim de carregar e fácil de esquecer alguma coisa. Mae e pai precisam de maos livres.
    – Levem roupa de troca também pros adultos (criancas vomitam….).
    – Viagem muito longa é melhor de noite. Os pequenos dormem bem no aviao, o saculejo e o barrulho das turbinas sao ótimos soníferos.
    – Confirmem o bercinho 3 dias antes da viagem (descobri na última viagem que 2 meses antes nao vale de nada).
    – Para aliviar a pressao nos ouvidinhos durante a decolagem e na descida ponham o bebe pra mamar ou deem alguma coisa pra a crianca beber (copos de canudo sao ótimos) ou comer. Aqueles purês de fruta num saquinho – a Jasmine tem – sao perfeitos.
    – Ah, por causa da APLV eu pedi comida vegana para mim e veio frutas frescas e legumes no vapor. Tava gostosinho, sem muitos temperos (nao tinha aquele gosto de caldo pronto de galinha, sabe?!) e dava tranquilo pra uma crianca pequena comer. O Rafa rapou as frutinhas e provou os legumes.

  4. Patricia Caleman disse:

    oi Gabi. To super encantada com todo o seu blog. Li vários posts e me identifiquei com mts deles. Meu pequeno Guilherme nasceu de uma cesariana (infelizmente) por que segundo o medico ele estava com o cordão enrolado no pescoço. Mas o que eu queria te perguntar é o seguinte, como fizeram uma cesariana no meu primeiro parto, vc axa que tem possibilidade de o próximo ser normal (quero mais filhos)???
    Um beijão e mt sucesso…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>