Morte súbita – morri :(

http://livronasmaos.blogspot.com.br/2012/12/motivos-para-ler-morte-subita.html
Acabei de ler, ontem, Morte Súbita, da J.K. Rowling. Pulei nele quando o vi na livraria, pois sou harry-potter-addict e estava louca para amar de novo. Não funcionou.
O livro é gostoso, devorei mais de 500 páginas em três dias. Qual o problema, então? Sou super suscetível ao que leio e este realmente caprichou no bode.
Trata-se da história de uma comunidadezinha no interior da Inglaterra, surpreendida pela morte de um dos conselheiros da administração local. Os moradores têm que lidar com a sucessão e os joguinhos de vaidade e poder que ela significa, exacerbando a fragilidade dos seus relacionamentos.
Em resumo, casais que se odeiam, pais e filhos que não se comunicam, gente próxima que se ignora. O único relacionamento de amor tem um fim trágico. Tristeza, tristeza, tristeza.
A J.K. Rowling não é boba nem nada e enche o seu livro de adolescentes, que é o que faz melhor. A relação destes meninos com seus pais foi o que mais me impressionou. O narrador está na cabeça de todos os personagens, então “ouvimos” seus pensamentos. Não raro, a distância é tão grande que parece intransponível.
Fico pensando: por que a sociedade apresenta pais e adolescentes como um binômio? Todos fomos adolescentes, boa parte de nós bateu portas e disse que odeia. Sabemos que não é verdade. Passa. É um jeito meio torto de crescer, uma forma esquisita de nos tornarmos “identidades separadas”. Então, qual a razão de dar tanta importância? Por que não enfrentamos a adolescência com a mesma leveza das birras de um bebê de dois anos? Não há criação com apego depois do primeiro soutien?
Mãe, desculpa os bicos, viu!  Passou, né!

Crie o site do seu Neném

Sobre Gabi Sallit

Gabriella Sallit virou Gabi ainda pequenininha. E, para não ter um filho que tivesse que explicar a vida inteira a grafia do seu nome (aprendeu a falar "meu Gabriela é com 2 Ls" antes de papai e mamãe), escolheu um nome pequenininho para o seu filhote. João está começando a falar e já escolheu como prefere ser chamado: Jão!

VENHA, e CONECTE-SE COM A VILA!

Receba as novidades em primeira mão!

Esta entrada foi publicada em Divagações, Educação e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Morte súbita – morri :(

  1. CarlaSimone disse:

    Delícia!!!!!!!!!!! Alívio!!!!!!!!! Espero que ainda selembre dessa admiradora. O Alexandre me falou do blog e só havia lido um texto rápido. Agora dei uma paradapararelaxar e resolvi justamente ler seus textos.
    O Jorge, meu mais velho hoje faz 17.
    Tento levar com leveza, mas confessoquenem sempre consigo.Ver aquele rapagão de 1.95 batendo porta, discutindo… Até parece que não fiz isso, rsss.
    Beijos querida.
    Continue nos presenteando com estes textos acalentadores.
    Carla

    • gabisallit disse:

      Ei, Carla!!! Coisa boa te ver aqui! Alexandre sempre me dá notícias, fico feliz ao saber que está advogando! Sempre teve um grande talento!
      Parabéns pelos 17 anos de maternagem. É uma grande história, né!
      Depois para aqui, para dividir as experiências!
      Bjs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *