O que acontece quando as portas se fecham?

Quando eu era criança, BH tinha uma loja de brinquedos ENORME, chamada Bakana. Hoje, quando passo na porta do antigo endereço vejo que não era maior que uma padaria, mas, para a mini Gabi Sallit, era um mundo gigantesco de possibilidades fantásticas. Tipo assim, o paraíso.

Com uns 5 ou 6 anos, minha dentista era perto da Bakana. Eu odiava dentista (#quemnão?), mas o prêmio de consolação por não morder o dedo da moça era a chance de dar uma passeadinha na loja depois da consulta. Geralmente eu não ganhava nada, mas só a chance de andar pelos corredores, ver bicicletas penduradas no teto, uma caixa de arame com 57.839 bolas e 15 Barbie juntas no mesmo lugar era uma realização para mim. O meu sonho mais secreto, meu desejo mais profundo, era que a minha mãe me esquecesse na loja. Isso mesmo, minha gente. Eu queria ser E-S-Q-U-E-C-I-D-A. Pela minha própria mãe, vejam só.

Eu pensava em poder tirar todos os brinquedos da caixa, dormir na cabaninha da Emília, rodeada de Ursinhos Carinhosos e Meu Querido Pônei. Ia passar a noite pulando de Pogo Bol e brincando de Lango-lango. #todassuspira

Com este histórico de mais amor aos brinquedos do que pela família, não há a menor dúvida que fiquei maluquinha quando a Multiplan me mostrou este vídeo:

Vontade de apertar esse menino do “lobo mau e vampiro”, gente! Meu João falaria igualzinho, com o mesmo suspense e olhos arregalados!

Só uma coisinha, pessoal da Multiplan: da próxima vez, eu quero é participar do vídeo! Não tem graça nenhuma escrever o post e não estar na brincadeira!

Para lembrar um pouquinho da história da Multiplan, clique aqui.

Multiplan

 

selo_publipost_a

Crie o site do seu Neném

Sobre Gabi Sallit

Gabriella Sallit virou Gabi ainda pequenininha. E, para não ter um filho que tivesse que explicar a vida inteira a grafia do seu nome (aprendeu a falar "meu Gabriela é com 2 Ls" antes de papai e mamãe), escolheu um nome pequenininho para o seu filhote. João está começando a falar e já escolheu como prefere ser chamado: Jão!

VENHA, e CONECTE-SE COM A VILA!

Receba as novidades em primeira mão!

Esta entrada foi publicada em Compras, Publicidade e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

7 respostas a O que acontece quando as portas se fecham?

  1. Luciene Asta disse:

    Que campanha linda ! E a carinha deles?! Owwnnnn, quanta lindeza. Quanto ao fato da publicidade, só confirma que voce é coerente, deixou claro no texto que “Se está aqui, a gente gosta”. O espaço é seu, voce tem direito de publicar o que quiser. Eu continuo vindo 😉

  2. Nina disse:

    Tudo o que precisa para que eu pare de ler um blog é um publipost. Adeus espontanea Gabi. Adeus dadadá.

  3. Luana M. disse:

    Prazer, publipost! Delícia! Até injeção na testa é botox, e custa caro pra dedéu! :)

    Ei, CADÊ O FACEBOOK DO BLOG?

    Ah, eu AMAVA o meu dentista. Vai entender…

    :*

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>