Os presentes mais legais de todos os tempos para crianças

Eu fui a tia sem filhos mais sem noção com presentes de todos os tempos. Para vocês terem uma idéia, uma vez dei uma Regan de presente para o filho de um namorado, sem consultar a mãe dele. Sim. Isso mesmo. U.M.A R.E.G.A.N.

Regan

 

Minha cunhada, mãe da minha afilhada, sofreu horrores nas minhas mãos de Joselita. Já dei piscina de bolinhas, um peixe vivo, bonecas de um metro e meio e, me superando, uma cabaninha que cabia uma criança de quatro anos dentro. Detalhe, na época, eles moravam em um apartamento que não devia ter nem 100m². #sorrylet

Hoje, quando alguém chega com um pacote que tem que ser carregado com as duas mãos eu arrepio e me conformo, porque deve ser, com certeza, a justiça divina.

O problema principal dos meus presentes era que eu só pensava na criança (que, invariavelmente, amava e me amava), mas esquecia que havia uma família que teria que acomodar aquele embrulho. Nem pensava no problemão que poderia dar aos pais. O peixe, por exemplo, acho que ainda está vivo. Anos e anos de comida, “babá” para deixar quando viaja, lavagens de aquário… Já pensou?

Hoje, mas velha, mais sensata, mais sábia e mais medrosa de receber um “revida”, venho aqui sugerir presentes lindos, baratos, de qualidade, que serão amados pelas crianças e não deixarão os pais com vontade de te defenestrar.

Bora lá:

Livros, ou melhor, bons livros:

Há uma imensa quantidade de porcaria publicada para crianças. Livros mal escritos, mal ilustrados, banais, que tratam os pequenos como idiotas. Não basta chegar na livraria e pedir “um livro para bebê”. Capricha. Folheia. Não vai te tomar muito tempo.

Uma boa dica é escolher uma editora bacana. Com a Cosac Naif e a Cia das Letrinhas não tem erro.

Brinquedos de madeira

Por favor, fuja do que é de plástico. É feio, é perigoso, é poluente, não dura.

Há coisas lindas de madeira, olha aqui, ó!

Instrumentos musicais de verdade

Se você não consegue fugir do que faz barulho, é melhor, pelo menos, que o som seja bom.

Sabe quanto custa uma gaita de verdade? R$30,00.

Um pandeiro? R$37,00

Imagina a felicidade do pequeno??

LEGO ou Playmobil

Se você guardou os seus, eles são ainda mais especiais.Mesmo que já não os tenha, é um excelente presente. Tem para todos os bolsos (as linhas “Figures” custam menos de R$15,00), para todos os gostos. São lindos, deixam a imaginação correr e são eternos J

LEGO ou Playmobil, Gabi? Isso é um dilema tão grande quanto Angelina ou Jennifer, Blair ou Serena. Eu sou do time do Playmobil. Você escolhe o seu!

Um tiquinho de dedicação

Este é, de longe, meu preferido!

Quer coisa mais gostosa do que um “vale um dia com a dindinha”? Uma visita a um museu bacana, uma manhã com os tios no clube? Se você é íntimo o suficiente e os pais vão deixar você passar umas horas com a criança (consulte-os antes, obviamente), vai por mim: NADA é mais legal do que a sua presença. Levá-la para experimentar coisas novas é um presente para ela e para você – é delicioso ver o-parque-a-pracinha-o-filme com os olhos de um pequeno.

De quebra você dá um tempinho para os pais, que podem estar precisando de um descanso.

Tips:

● Presente bom não é presente caro.

● Presente barato não é, necessariamente, presente vagabundo. Presente vagabundo pode custar muito dinheiro, inclusive.

● Tudo o que canta sozinho, conta história sozinho, parece instrumento de treinar macaco a apertar botão está proibido, viu!

● Dica boa: tente evitar tudo que precisa de duas mãos para ser carregado. Em regra, espaço é um problema para famílias com filhos.

● Roupa é presente para a mãe. Elas amam. As crianças, em regra, não dão a menor bola.

● Não dê sapatos para bebezinhos. Eles ganham muuuuuiiiittttooos e não faz bem calçá-los. Quem não anda não deve usar sapato, é ortopedicamente contra-indicado.

Crie o site do seu Neném

Sobre Gabi Sallit

Gabriella Sallit virou Gabi ainda pequenininha. E, para não ter um filho que tivesse que explicar a vida inteira a grafia do seu nome (aprendeu a falar "meu Gabriela é com 2 Ls" antes de papai e mamãe), escolheu um nome pequenininho para o seu filhote. João está começando a falar e já escolheu como prefere ser chamado: Jão!

VENHA, e CONECTE-SE COM A VILA!

Receba as novidades em primeira mão!

Esta entrada foi publicada em Compras. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

21 respostas a Os presentes mais legais de todos os tempos para crianças

  1. silvia disse:

    Eu gosto de dar kits de pintura. Sei que os pais devem detestar, mas é que é tãooo bom pras crianças… (pelo menos eu e meus filhos acham).
    Telas + cavalete + tintas.

  2. Lili disse:

    O problema é que depende muito dos pais tb…pelo menos quando são pequenos…Já dei presentes pro meu afilhado que são maravilhosos para desenvolver os sentidos, mas a mãe dele gostou bemmmm mais de outros que falam e cantam sozinhos.Resultado: ele brinca muito mais com os que cantam e falam…

  3. Elisa disse:

    Sapatinho comum para bebê por mais macia que a sola seja é mesmo ruim, altera a estrutura do pé delicado e em crescimento, impede o pé de rolar e sao desconfortáveis, mas aqueles sapatinhos completamente de couro molinho (inclusive a sola) sao ótimos para engatinhantes quando nao dá para deixar de pé descalco (que é o melhor, né!). A meia escorrega no chao (até hoje nao vi nenhuma que tenha anti-derrapante na parte de cima do pé) e os bebês tiram. Comprem o tamanho de 6 a 12 meses mesmo se forem dar para RN, até os 6 meses realmente nao precisa de nada além de meinhas e pantufinhas de tecido.
    Enfim, é mais presente para os pais, mas é muito útil. O meu guri, que já corre, ainda usa dentro de casa quando tá mais frio pois nao acho meias com anti-derrapentes tao boas assim.

    • Gabi Sallit disse:

      Elisa, aí, que é frio, pode até justificar um sapatinho. Aqui, nesse calor senegalês, vejo bebezinhos saindo da maternidade calçados, com os pezinhos fossos deformando naquelas formas apertadas e passando a bebezisse sem a chance de tocar texturas, sentir as superfícies. Morro de dó!

      • Elisa disse:

        Aqui nunca vi ninguém usando sapato de verdade em bebe. Se usa meia, sapatinho de la e as roupas de sair no frio (overall) tem pezinhos. Se usa tb um saco-coberta no carrinho para aquecer os pezinhos.
        Esses sapatinhos de couro se usa horores, mas realmente só quando o bebe comeca a engatinhar. E depois continua se usando dentro de casa/creche tipo pantufa (nao é costume usar sapato dentro de casa).
        No mais o povo deixa as criancas descalcas, na pracinha basta aumentar um tiquinho a temperatura e as criancas ficam tudo sem sapato (e as vezes sem roupa nenhuma :o), eu sou meio traumatizada com roseta e morro de medo de ter caco de vidro, mas entro na onda deles.
        Em dezembro fomos paro o Brasil e o Rafa era o único bebe sem sapato e só de body (ou só de fralda), tava um calorao.

  4. Elisa disse:

    As sugestoes estao perfeitas e vou dar minhas contribuicoeszinhas do que também funciona lá em casa.
    Os copinhos empilhavéis sao simples, geniais e tem vida longa. É perfeito para levar em passeios e viagens por ser compacto e versátil . No início a diversao é pegar e bater um copinho no outro, depois é destruir a torre que os outros construíram, depois enfiar um dentro do outro e, por último, montar a torre. Ainda dá pra brincar com água e areia.
    Uma coisa que o povo sem filho gosta de dar sao bichos de pelúcia. A grande maioria dos lá de casa estao servindo para gastar espaco e acumular pó :/ Meu filho só dá bola quando fazemos os bichinhos ganharem vida e olhe lá.
    O que meu filho adora sao fantoches e, principalmente, dedoches. Ele gargalha quando brincamos com eles e fica um tempao intertido sozinho manipulando o brinquedo tentando botar no dedinho.

  5. andreia disse:

    Gabi!!! Sensacional! Um certo natal fizemos a farra lá em casa com apenas 2 crianças e um tantinho de badulaques musicais!!!! Resultado: montamos uma bandinha com adultos e crianças e fizemos uma apresentação divertida, desentoada e linda pros mais velhos! Todos se divertiram:)))))

  6. Lígia disse:

    Gabi,
    Com o perdão da ignorância, mas o que seria uma Regan? A menina do exorcista?!?! Diz que não…. Rs.

    Bjsss

    • Gabi Sallit disse:

      Lígia, Regan é essa piscina grandona de plástico! Aqui em BH, chamamos pelo nome do fabricante!

      • Lígia disse:

        Ufa!! Que susto! Joguei no google e só aparecia a menina do exorcista! Ahhahaha
        Mas realmente dar uma piscina de plástico é conquistar o amor das crianças e o desespero dos pais! Hehe
        O melhor presente que eu dei foi um
        Hospital de madeira pra minha sobrinha, ele era um pouquinho grande mas não era enormeeee… E uma lousa com giz colorido (autorizada pela mãe) pra minha afilhada.
        Na maioria das vezes dou livros mesmo, mas já cometi alguns bons errinhos… Ja dei um carrinho que era uma geringonça de plastico enorme

    • Poliana disse:

      Kkkkkkkkkk… Fiz a mesma coisa! Joguei no google e apareceu a guria do exorcista! Achei melhor perguntar! Kkkkkkkkkk

  7. Janete disse:

    Para as dicas ficarem perfeitas, faltou falar para não entupir as crianças de doces, refrigerantes e porcarias, no caso de levá-los para passear. Um certo cuidado com a idade adequada para os instrumentos musicais também é válido, uma criança de 1 ano de idade pode se cortar com um pandeiro ou tentar enfiar a baqueta do xilofone no olho ou no nariz (meu filho tentou, kkk). Abraço!

  8. Gabi Ramalho disse:

    Arrasou nas dicas!!

    Mas sabe o que eu mais gostei no post? O uso de “defenestrar”!!!
    Muito amor (e literatura) pro meu coraçãozinho! rs

    Beijos

  9. Bárbara disse:

    “Sabe quanto custa uma gaita de verdade? R$30,00.
    Um pandeiro? R$37,00
    Imagina a felicidade do pequeno??”

    E imagina a felicidade dos pais com um aprendiz de tocador de pandeiro dentro de casa!!! hahahaha

    (brincadeira! Joaquim ia adorar ganhar um pandeiro. Ou uma bateria. E os pais tb… pelo menos ele ia dar sossego para as panelas e colheres de pau)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>