Papinhas orgânicas na Argentina e no Brasil

Neste blog nem se discute: bebês têm que mamar exclusivamente no peito até os seis meses e, quando começam a comer, é mmuuuitooo melhor que as papinhas sejam frescas, variadas, com ingredientes orgânicos e da época. Esta é uma premissa fundamental para criar pessoas com bons hábitos alimentares neste mundo de obesos, diabéticos e hipertensos.

Acontece que João, desde muito cedo, é um viajante. Logo que ele começou a comer, com 7 meses, fomos para Buenos Aires, passar cinco dias. Ficamos em um hotel baby friendly, mas era inviável cozinhar. Levar a comidinha congelada também não seria prático. Então, comecei a procurar loucamente qual seria a melhor opção para alimentar meu Pequenininho. Foi aí que conheci a NutriBaby (http://www.nutri-baby.com/).

Papinha de abóbora: a preferida do João!

A empresa começou a me ganhar quando expôs, no seu site, que o leite materno é o alimento ideal para bebês até seis meses. As papinhas são orgânicas, certificadas. Não têm adição de açúcar, nem conservantes, aroma artificial ou outra gororoba qualquer. A embalagem é livre de BPA e pode ir ao micro-ondas.

Chegando a Buenos Aires fui logo procurando. Foi fácil achar na Farmacity e no Carrefour.

Não provamos as de frutas, porque não faz o menor sentido deixar de dar a fruta para dar papinha. João experimentou a de abóbora, o purê de macarrão com vegetais e a de carne com vegetais. A preferida foi a primeira, acredito que por causa do sabor adocicado.

Voltamos para o Brasil felizes: conseguimos viajar sem interromper a rotina de introdução de alimentos e sem dar ao João conservantes, sal e açúcar. Eu trouxe algumas papinhas e dei para a minha amiga Érica usar, numa emergência, com o Tomás.

Qual foi minha surpresa quando a Érica me manda uma mensagem: “- A Jasmine está vendendo a papinha argentina.”

Pois é, meu povo. Ao que tudo indica, a Jasmine, marca famosa de orgânicos que não é boba nem nada, viu o filão que são mães ávidas por comida saudável e está vendendo as papinhas da Nutrikit (http://www.jasminealimentos.com/ptbr/produtos/detalhes/id/364). Há ainda outros sabores que não conheci na Argentina (arroz com quinoa, por exemplo). Bacana, né?

Aqui em BH achei no Mundo Verde e na Filo. Tenho amigas que já encontraram até em supermercado de bairro! Ê, cidade evoluída onde todo mundo come orgânico! 😉

Crie o site do seu Neném

Sobre Gabi Sallit

Gabriella Sallit virou Gabi ainda pequenininha. E, para não ter um filho que tivesse que explicar a vida inteira a grafia do seu nome (aprendeu a falar “meu Gabriela é com 2 Ls” antes de papai e mamãe), escolheu um nome pequenininho para o seu filhote. João está começando a falar e já escolheu como prefere ser chamado: Jão!

VENHA, e CONECTE-SE COM A VILA!

Receba as novidades em primeira mão!

Esta entrada foi publicada em Gestação. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

7 respostas a Papinhas orgânicas na Argentina e no Brasil

  1. roberta disse:

    Minha dúvida é posso levar os potes de papinha no vôo sem proibição? ! Vamos pra Aruba e acho que lá não tem será que dá pra levar um estoque na mala?

  2. Patricia disse:

    Revirei BH atrás dessas papinhas, mas não achei as salgadas. No Mundo Verde e Fito não tem. Gabi, vc precisou comprar recentemente pra alguma viagem e sabe onde tem? Um abraço.

  3. Paula disse:

    Gabi, vc que já viajou com seus pequenos me ajude. Em setembro vou para os EUA com minha filha e ela tera 11meses. Minha preocupação maior é no avião. Ela mama peito então sei que isso facilita tudo, mas serão uma 19hs de viagem e tenho medo dela sentir fome. Já vi que as papinhas organicas da Jasmine são boas entao acho que vou levar umas 2 para o voo. Mas e lá nos EUA? Vc conhece alguma marca de papinha organica de la pra me indicar. Pq pode até ser que alguns dias eu consiga cozinhar, mas de um modo geral acho que isso nao será possivel.
    Obrigada

    • Gabi Sallit disse:

      Paula, a última vez que estivemos nos EUA, João já comia a mesma coisa que nós. Vamos voltar nos próximos meses com o Francisco, então, dei uma pesquisada. Algumas boas marcas são Ella’s Kitchen, Sprout Organic Baby Food, Plum. Há comidinhas e smothies. São bem práticos.

  4. Pingback: Viagem internacional com bebês - é possível?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *