Ser mãe e ressignificar o Natal: Calendário do Advento

Ser mãe faz a gente querer ser melhor e, por aqui, estou tentando ressignificar o Natal. Não é uma tarefa fácil para mim, que, desde sempre, entro na pilha compras-presentes-comida-e-festa, sem pensar, efetivamente, sobre o que estamos comemorando. Independentemente de ser cristã ou não, não há dúvidas que o nascimento de Jesus Cristo é algo a ser celebrado, nem que seja pelo grande revolucionário que ele foi.

João estuda numa escola Waldorf (ainda tenho que falar sobre isto aqui) e, como a metodologia é um braço da filosofia antroposófica, eles comemoram as festas cristãs, relendo-as. No fim de ano celebra-se o Advento, que é algo que eu nunca tinha ouvido falar, mas que estou adorando.

O Advento, como a própria palavra diz, é a exaltação da chegada. É um ritual preparando a família e a comunidade para a vinda do menino Jesus e a mudança de paradigma que ele trouxe. É a chance de ensinar às crianças e relembrar os adultos o que ele ensinou.

A celebração começa quatro semanas antes do Natal. Há várias formas de comemorar, pode-se montar um presépio, ou uma coroa de ciprestes. Na minha casa resolvi fazer um Calendário do Advento e é sobre isto que quero falar com vocês.

Este Calendário tem 25 dias, é uma contagem regressiva para o Natal. Originalmente, era confeccionado em cartolinas sobrepostas, nas quais se cortava pequenas janelinhas. Hoje há milhares de modelos, cheios de borogodó. Só depende do talento e da disponibilidade do freguês.

O importante é, a cada dia, fazer uma pequena celebração em família. Reunir todos junto ao calendário, falar sobre São Nicolau, cantar canções típicas, contar histórias da infância dos pais. As crianças devem ter a oportunidade de presenciar a passagem dos dias acendendo velas, ou abrindo os envelopinhos com pequenos mimos: nozes e maçãs, que têm uma simbologia importante, enfeites de Natal, para serem colocados na árvore a cada dia, bilhetinhos com recadinhos de amor, relembrando os valores cristãos. No 25º dia, o menino Jesus chega à manjedoura, o que, por si só, deve causar o maior frisson nos pequenos.

Aqui em casa será a primeira vez, então, por enquanto, é teoria. Depois conto como foi.

Olha uns modelos lindos, para vcs se inspirarem:

Calendário do Advento 001

Calendário do Advento 005

Calendário do Advento 002

Calendário do Advento 006

 

Calendário do Advento 003

Calendário do Advento 004

Calendário do Advento 007

E vocês, como vão celebrar o Natal?

 

Crie o site do seu Neném

Sobre Gabi Sallit

Gabriella Sallit virou Gabi ainda pequenininha. E, para não ter um filho que tivesse que explicar a vida inteira a grafia do seu nome (aprendeu a falar "meu Gabriela é com 2 Ls" antes de papai e mamãe), escolheu um nome pequenininho para o seu filhote. João está começando a falar e já escolheu como prefere ser chamado: Jão!

VENHA, e CONECTE-SE COM A VILA!

Receba as novidades em primeira mão!

Esta entrada foi publicada em Decoração, Lembranças e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

16 respostas a Ser mãe e ressignificar o Natal: Calendário do Advento

  1. Bia Araujo disse:

    Gabi, muito legal seu post. E muito importante trocarmos boas ideias, sem preconceito e sem julgar a religiao.
    Nossos filhos precisam escutar mais sobre Jesus e seus ensinamentos.
    Adorei os modelos artesanais do calendario do Advento!

  2. Silvia Diniz disse:

    Oi! Adorei seu post! meu filho também estuda em uma escola waldorf, mas ainda no maternal, por isso também só esse ano fui ouvir falar do Advento! Hoje, quando fui buscá-lo na escola, ele me mostrou feliz da vida o presente que Licolau (São Nicolau) deu a ele: uma maçã, uma noz, um pão de mel e um trigo. Vou agorinha buscar o significado! Vou compartilhar seu post no face 😉 Parabéns, e grande abraço, Silvia

  3. Thais disse:

    Ano passado embrulhei 25 livros (que ele já tinha) em papel kraft/jornal selecionei os livros de modo que ficassem por tamanho formando uma piramidezinha (pinheirinho). Como temos o hábito de ler antes de dormir, esse momento se tornou ainda mais especial.
    Ontem fui participar de uma vivência numa escola Waldorf e conheci a história de São Nicolau, do trigo douradinho, da maçã perfumada e do pão de mel…achei tão lindo…

  4. Liri disse:

    Gabi!

    Aqui na minha cidade (nem por perto) não existem escolas waldorff. Poderias postar algumas histórias que contam para os pequenos com relação ao nascimento de jesus?

  5. Mari Oliveira disse:

    Ops, colar uma bola por DIA! – e não por mês :-)

  6. Mari Oliveira disse:

    Ano passado nós fizemos um calendário da barba do Papai Noel: a cada dia íamos colando um tufinho de algodão branco até chegar o Natal: http://www.roteirobaby.com.br/2012/11/contagem-regressiva-para-o-natal.html

    Este ano, minha filha está com medo do Papai Noel, então encomendei um calendário com uma árvore de Natal sem bolas, e vamos colar uma bola por mês. Meu post sobre isso saiu hoje, e este seu foi inspirador: http://www.roteirobaby.com.br/2013/11/contagem-regressiva-para-o-natal-2013.html

    Beijos!

  7. Pingback: Contagem regressiva para o Natal 2013 — Roteiro Baby

  8. silvia disse:

    Que lindo Gabi! A Analu, minha filhota de 3 anos, está em uma escola waldorf também. Este é o nosso primeiro ano de Advento, coisa que eu também não conhecia! E fiquei como você, cheia de vontade de dar um significado maior ao Natal. Adorei o post, me deixou inspirada e com vontade de fazer um calendário de Advento!
    Tenho aprendido muito com a escola da analu, principalmente como passar significados importantes aos pequeninos! Cada festa não é só uma festa, é aprendizado também!
    Adoro seus posts! Grande beijo, Sil

  9. Aline disse:

    Gabi, ressignificar o Natal é uma ideia que vem me acompanhando há um tempo e gostei bastante dessa maneira de fazer isto!

  10. Katherine Gama disse:

    Fantástico o tema do seu post Gabi! Ainda tenho muito o que refletir sobre este assunto!!!

    Agora, cá entre nós… fico esperando ansiosamente o post sobre a escola Waldorf!!!

    Beijos

  11. Estefania disse:

    Esse ano esperamos o menino jesus e o irmaozinho da Beatriz na mesma época, então vai ser um período mais que especial. Já estou fazendo nosso calendário, com caixinhas de fósforos enfeitadas e com uma “surpresinha” dentro. Acho que vai ser lindo!!! bjs

  12. Nivea disse:

    Esse ano eu vou fazer um calendário do advento também. Na Irlanda é uma tradição bem forte e desde que o Erik nasceu eu espero para poder fazer um para ele. Ainda não pensei no modelo (adorei essas ideias mas acho que esse ano, por causa das ferias no brasil, não terei tempo de fazer nada tão especial quando ao “pacote”). Agora o que colocar em cada dia, isso eu já venho planejando. E vai ser tudo assim, simples, um efeite para a árvore, uma nova estória, uma atividade em família, um recadinho, um piquenique. Por lá muita gente acaba comprando os calendarios prontos de grandes empresas de chocolate/doces, ou brinquedos (a lego tem um, por exemplo), mas eu acho importante que seja algo especial sem incentivo ao consumo já tão arraigado por esses dias.
    Depois você podia contar como ficou o de vocês, né? x

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>