Quem te deu autorização pra postar essa foto?

Fim de semana, reunião de família, encontro com amigos e amigas e muitas fotos dos pequenos e pequenas, né? Você tira aquela foto linda da criança, se anima e posta automaticamente nas redes sociais. Mas peraí, você pediu autorização para os pais da criança antes de postar?

Fica a dica: Nunca, jamais, em hipótese alguma, poste fotos dos filhos e filhas de outra pessoa sem a devida autorização dela. Não importa se acabou de nascer, se tem 3, 5 ou 8 anos. Simplesmente se a mãe ou o pai não lhe der autorização, não poste.

Além de ser uma questão de segurança, é questão de educação também. Existem pais e mães que não querem ter seus filhos expostos na rede ou, pelo menos, querem ter o controle do que é postado sobre os próprios filhos - menores de idade, diga-se de passagem.

Portanto, não custa nada perguntar "ah, essa foto ficou tão linda! Posso postar?". Caso a pessoa responsável disser que pode, poste e seja feliz. Caso ela diga "olha, acho melhor não.", seja minimamente maduro e tenha empatia, entendendo e simplesmente não postando.

Bebês e crianças costumam gerar fotos lindas, mas lembre-se: são bebês e crianças e alguém zela por eles. Você não tem o direito de passar por cima da decisão dos pais. É simples, lógico e respeitoso.

_

Acompanhe a Livre Maternagem no Facebook.
Conheça também o nosso site: www.livrematernagem.com.br

Curso Online de como lidar com birras
Você também vai gostar de:
Sobre a Autora

Bianca Puglia

Brasiliense, casada com um grande companheiro e mãe de um guri sorridente e feliz que nasceu em um belíssimo parto humanizado em 2013. Formada em Comunicação Social pela ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) no Rio de Janeiro, pós-graduada em Gestão de Negócios pelo Ibmec (Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais) em Brasília, sempre fui apaixonada por empreendedorismo. Abri minha própria empresa de consultoria em marketing há alguns anos. Desde que soube que estava grávida, me envolvi profundamente no mundo da humanização do parto e encontrei nele o alento que sempre procurei: ajudar mulheres a buscar e encontrar o respeito necessário a elas e aos bebês que virão ao mundo. Eis que meu filho nasceu e entendi na prática a importância de se ter o apoio emocional e físico de uma doula, além do respeito a mim e ao meu bebê. Encontrei então a oportunidade de me profissionalizar e dividir com tantas outras mulheres a busca por esta atenção, autonomia e protagonismo em um momento tão singular. Me formei doula pelo curso Mulheres Empoderadas - Revelando Doulas em São Paulo - SP e atuo como doula e orientadora perinatal em Brasília - DF.

www.livrematernagem.com.br

1 Comments
  1. Muito bom o texto, eu também tenho a mesma opinião! Além de uma exposição desnecessária, frenética, e de agredir a intimidade das crianças, ainda tem a questão da segurança...perigoso demais ficar publicando foto de criança pra todo mundo ver! Não publico de jeito nenhum, acho que só qdo nasceram coloquei uma fotinho avisando...mas direto alguém publica foto com eles, e me sinto muito ofendida. Fora que, na verdade isso de ficar publicando foto de filho é, na verdade, um exibicionismo dos pais, necessidade de mostrar família margarina, enfim. Quando quero mandar foto deles para alguém em específico, mando por email ou whatsap. Bjs e ótimo post!

Leave a Comment