Barriguinha pós parto

boa

Durante a gravidez, vivemos 9 meses de intensas mudanças. O corpo todo se modifica e a mudança mais evidente é aquele lindo barrigão. Mas o que ninguém gosta de falar é que esse barrigão não some no momento do nascimento do bebê.

Há pouco tempo, as pessoas elogiaram muito Kate Middleton, que assumiu sua barriguinha pós parto em público, ao invés de se esconder debaixo de roupas em excesso ou se amarrar toda com uma cinta. Não podemos querer que mudanças que ocorreram durante 9 meses simplesmente retornem ao seu estado normal de uma hora para outra.

O abdômen é constituído de músculos e eles, ao contrário dos das pernas ou braços, não ficam apoiados sobre ossos, o que lhes dá maior mobilidade. O reto abdominal, que é o principal, é dividido em duas porções na vertical, e  na horizontal em 6 ou 8 (quando bem desenvolvidos, formam os famosos "gominhos"). A divisão vertical ocorre exatamente no meio da barriga, ali naquela linha escura que aparece. Na gestação, são eles que sustentam o crescimento do útero. Esses músculos conseguem se distender até certo ponto, mas se houver um exagero, eles afrouxam, como um elástico. E também se afastam. Esse afastamento é chamado de DIÁSTASE. Ela ocorre em quase todas as mulheres e é considerada fisiológica (ou normal) até 2 ou 3 cm (até 2 dedos de espaço entre as porções). Maior que isso, precisa receber uma atenção especial.

No pós parto imediato, o importante é trabalhar a diástase. Quando se pensa em barriguinha flácida ou saliente, antes de ficar desesperada para emagrecer fazendo esteira ou se descabelar com 1000 abdominais, vamos fazer exercícios de consciência corporal e isometria. Aprender a contrair os músculos pélvicos, do períneo e abdominais controlando essa contração por algum tempo, que é a isometria (um exercício " parado", mantendo o músculo em ação). Esse tipo de exercício é o primeiro passo para "diminuir a barriga".

image

Não se esqueça que a natureza sabe o que faz. O seu corpo vai precisar de um tempo para se recuperar do esforço imenso que é gerar uma vida! Eu gosto de falar em um ano. No mínimo. Faça sua parte mas tenha paciência e sabedoria para deixar a natureza fazer a dela.

Curso Online de como lidar com birras
Você também vai gostar de:
Sobre a Autora

Camila Abreu

Educadora Física especialista em atividade física para gestante e pós parto em São Paulo-SP.