Sobre mim

Mãe e Psicóloga. Alarmada com o mundo contemporâneo, principalmente no que diz respeito às crianças. Vivem em uma sociedade que estimula conquistas ligadas ao mundo do dinheiro. Desde bebês, aprendem a ser espectadores ao invés de autores da própria vida. Crescem com a ausência ou com migalhas da figura materna,  imprescindível para simplesmente virem a ser.  Sem referência, são arremessados em depósitos de crianças, onde recebem um ensino de péssima qualidade, pautado em competição e lucro. Tornam-se adultos desprovidos de sentimentos e transbordantes de ganância. Vão para o mundo e depositam nele tudo aquilo que aprenderam. Cria-se um círculo vicioso onde a única alternativa é fazer diferente. Em uma sociedade doente, andar na contramão do mundo, é o grande indício de que se está no caminho certo.

No Comments

Leave a Reply