Browsing Tag

Criatividade.

feliz x infeliz
Educação, Psicologia

Você curte a sua vida ou só sabe “curtir” no facebook?

No Café Filosófico deste último domingo, Leandro Karnal nos convidou a refletir sobre qual seria o olhar de Hamlet, de Shakespeare, perante a condição humana de hoje em dia. O que ele diria sobre a tecnologia e as redes sociais? E a conclusão foi que ele seria um “anti-facebook” e enxergaria a humanidade como “feliz por obrigação”. Ninguém consegue ser o que é, por viver na eterna busca de aparentar aquilo que gostaria de ser. Continue Reading

pedagogia curativa
Educação, Psicologia

Pedagogia Waldorf reconstruindo histórias

Quando nos deparamos com crianças e até mesmo adultos em momentos difíceis, muitas vezes não conseguimos encontrar palavras de consolo e às vezes qualquer tentativa parece insuficiente frente ao deserto interior que determinadas situações ocasionam.

No entanto, sair do clichê, pode trazer resultados surpreendentes, conforme mostra a reportagem a seguir. Continue Reading

contar-histórias
Educação, Psicologia

A arte de contar histórias

“Se você quer que seu filho seja brilhante, conte a ele contos de fadas. Se você o quer ainda mais brilhante, conte a ele ainda mais contos de fadas.” Albert Einstein

Os belos contos de fadas capazes de instigar a imaginação das crianças e repletos de simbólicas riquezas têm perdido espaço frente aos exíguos desenhos animados. É processo versus processado ou atividade versus passividade. A criança precisa processar para aprender que na vida tudo tem começo, meio e fim. Hoje em dia, as crianças crescem achando que só existe começo e fim. Continue Reading

ego
Psicologia

Falta de personalidade – um mal na moda

A sociedade em que vivemos está ficando cada vez mais perdida. O ser humano nasce, recebe uma educação na maioria das vezes questionável, se desenvolve (ou ao menos tenta), e começa de imediato a ser interrogado sobre “O que vai ser quando crescer”, antes mesmo de saber o que ele de fato é no presente. A preocupação com a profissão ou o rótulo que carregará, antes de descobrir quem ele realmente é, o invade afastando qualquer possibilidade de entrar em contato com seu verdadeiro eu. É comum atribuir-se um peso muito maior ao que os outros vão pensar se o próprio filho não tiver um diploma, do que se ele não tiver personalidade.

Continue Reading