Por mim, por você e principalmente por nossas filhas e netas 2


topo de facebook sem localNo próximo final de semana, dezenas de cidades Brasileiras sairão às ruas e praças numa festa coletiva e social pela Humanização do Parto e Nascimento.

E eu vou estar lá. Por mim, por você e principalmente por nossas filhas, noras e netas. Por nossas irmãs. Por nossas amigas. Por  toda mulher e bebê deste país.

Sim, é um discurso emocionado mas não é demagógico. É real e vivo. Corre nas veias. Corta e sangra quando sabemos de uma mulher, semi anônima, que nem conhecemos pessoalmente, mas que sofreu violência obstétrica.

É porque acreditamos que o nascimento deve ser o mais marcante dos momentos de um ser humano. E é por acreditar  que tanto a mulher (que nasce mãe) quanto o bebê que estréia na vida fora da barriga, merecem e tem o direito de serem os protagonistas de uma história que começa ali – no parto.

Portanto, junte-se a nós. Seremos milhares Brasil a fora. Humanização é direito! Não é favor! Já diz a Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde! Não é invenção de ativista xiita e radical. É prática em países de primeiro mundo.

Se sua cidade  não está na lista abaixo, você mesma pode AGORA chamar uma marcha! É simples! Siga essas dicas que montamos no grupo de coordenadoras do Facebook:

1) Você precisa de algumas pessoas dispostas a ser a voz das mulheres e responder pelo movimento nacional e na sua cidade. Que tenham compreendido bem o assunto, falem bem, com segurança, pois provavelmente serão entrevistadas. Tem que ter o nome, fb, telefone e email dessas pessoas

2) Faça contato com a coordenadora local de alguma das marchas e peça pra ela te adicionar ao grupo nacional das coordenadoras. Se for uma coordenadora amiga sua fica mais fácil.

3) Informar o grupo nacional os dados de local horário e contato com imprensa pra incluir no release nacional.

4) Combine uma reunião (para ontem) com todos possíveis interessados em participar. Faça uma pauta com um check list dos itens a serem providenciados para acontecer o evento e para designar funções.

5) Crie um evento no facebook. Personalize a foto do perfil e a capa do evento com as artes disponibilizadas por todos.

6) Reunir o máximo de apoios de entidades e reunir esses nomes num documento armazenado na “nuvem” – criar uma planilha no googledocs e ir atualizando. Quem responde pela entidade tem que constar (com contatos). E alguém tem que se encarregar de atualizar esse documento. Nome, email, fb e telefone.

7) Se forem pedir doações, vakinhas, etc, tem que ter alguém responsável por receber doações para financiar os gastos e registrar tudo que for gasto, peçam recibo, para que possa ser ressarcido, se houver caixa.

Os cartazes da marcha anterior podem ser reaproveitados, mas outros podem ser feitos. Tem que ter gente disposta a confeccionar o maior número de cartazes para usar na hora. As faixas devem ser levadas!

9) Eleger alguém para cuidar da autorização da Prefeitura. Alguém precisa cuidar disso, garantir que estará tudo certo para o dia. Ligar pra lá, preencher o formulário, com antecedência

10) Eleger alguém para cuidar da confecção e venda das camisetas

11) Ter um membro para cuidar da assessoria de imprensa

12) estabelecer se será um manifesto informativo (entrega de panfletos para as pessoas em um local específico por exemplo), um manifesto para chamar atenção (passeata) ou um manifesto de reivindicação (entregar uma reivindicação por escrito – pode ter um abaixo assinado junto – a alguma entidade por exemplo)

13) Pilhar o grupo do evento com informações, artes, chamar o pessoal. Lembre-se: apenas uma parte das pessoas que confirmam presença comparecem!! Então quanto mais pessoas confirmarem, maior a chance de vc ter um evento cheio.

Atos já confirmados em 22 cidades!!!! Você não pode ficar de fora! Se sua cidade já tem um evento, participe! Se não tem, crie um evento e vá pra rua você também!

1 – Araraquara –https://www.facebook.com/events/707014605994548/

2 – Belo Horizonte –https://www.facebook.com/events/465060126941620/

3 – Brasília – https://www.facebook.com/events/178698022321957/

4- Campinas –https://www.facebook.com/events/326186724185152/

5 – Curitiba – https://www.facebook.com/events/167073640158727/

6 – Florianópolis-https://www.facebook.com/events/221552671338935/

7 – João Pessoahttps://www.facebook.com/events/353712911436870/

8 – Juiz de Fora –https://www.facebook.com/events/1412462085649625/

9 – Londrina –https://www.facebook.com/events/565447380176329/

10 – Natal – https://www.facebook.com/events/446411592146891/

11 – Porto Alegre –https://www.facebook.com/events/549724341764062/

12 – Recife –https://www.facebook.com/events/217041698464824/?fref=ts

13 – Ribeirão Pretohttps://www.facebook.com/events/658407787526852/

14 – Rio de Janeirohttps://www.facebook.com/events/473210959443408/

15 – Santo Andréhttps://www.facebook.com/events/223398434488755/

16 – Santos –https://www.facebook.com/events/386531998117122/

17 – São Paulo –https://www.facebook.com/events/529027977179780/

18 – Sorocabahttps://www.facebook.com/events/579757992059237/

19 – Ubatuba –https://www.facebook.com/events/221051008056055/

20 – Uberlândia –https://www.facebook.com/events/170920039774648/

21 – Vitória – https://www.facebook.com/events/193254990859547/

22 – Salvador –https://www.facebook.com/events/1425063891048305/

 


sobre Gisele Leal

Sou Bióloga, formada pela Puc Campinas em 1997. Minha primeira filha, Beatriz, nasceu em 1998, e m 2007 nasceu o Arthur ambos de prováveis cesáreas desnecessárias. Em 2010 me vi grávida novamente, e inconformada com a notícia de que teria que agendar minha cesárea. Busquei informações, me preparei, me empoderei e assim, nasceu Catharina de um parto natural maravilhoso após 2 cesáreas, após 42 horas de bolsa rota e com parteira e doula num hospital em São Paulo. A experiência do parto mudou minha vida. Em apenas um mês do nascimento da Catharina escrevi um livro e publiquei o blog Mulheres Empoderadas. Menos de um ano após, larguei carreira de 14 anos na indústria onde eu atuava como gerente de qualidade, e vivia dividida entre as pontes aéreas e viagens internacionais e minha família. Então me capacitei como Doula pela ANDO – Associação Nacional de Doulas em abril de 2011, embora já acompanhasse eventualmente a gestação e parto de amigas e primas desde Outubro/2010, tamanha era a minha vontade de estar nesse meio. Ainda em 2011, inconformada com o modelo de assistência obstétrica no nosso país, reuni doulas, parteiras, mães e simpatizantes do movimento de humanização e juntas fundamos o MAHPS – Movimento de Apoio á Humanização do Parto em Sorocaba, elaborei o projeto Doula Social para ser implementado no SUS e comecei a atuar voluntariamente em um hospital público de Sorocaba. Em apenas 14 meses de MAHPS, idealizei e coordenei a organização de 2 encontros voltados à Humanização do Parto e Nascimento e um Encontro Nacional de Parteria Urbana, além de mais de 22 encontros do grupo de apoio à gestantes. Em 2012 fiz o curso de Formação em Parto Ativo com a Janet Balaskas, inglesa, precursora do conceito Parto Ativo e ingressei no curso de Obstetrícia da USP. Em julho de 2013 nasceu a Sophia, em casa nas mãos do pai, cercada pelos irmãos. Diferente da história da Catharina que foi uma história de empoderamento e superação, o parto de Sophia foi uma história de entrega, fé e aceitação.


Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

2 thoughts on “Por mim, por você e principalmente por nossas filhas e netas