2
mai
2015

Com 41 semanas Kate Middleton pariu uma menina com 3,700kg

Não há nada de extraordinário, na Inglaterra, em um bebê nascer com mais de 41 semanas. Mas no Brasil é. Há o mito: o bebê está passando da hora de nascer.

Quando a família real faz escolhas por parto natural de um bebê com 3,700kg que nasce com mais de 41 semanas (e a princesa vai dirigindo para maternidade), reativam as discussões sobre o modelo obstétrico seguido no Brasil.

40 semanas não é a data limite. É uma referência. O mais comum é um bebê passar das 41 semanas e bebê bem monitorado pode nascer de parto natural. Ou seja, aguardar, como fez a princesa, é uma opção segura.

Eu não sei o porquê mas toda vez que conheço uma gestante elas sempre dizem: acho que meu bebê não chega até 40 semanas.

Pode ser ansiedade ou aquela vontade louca de conhecer um lindo bebezinho. Fato é que tal pensamento gera uma ansiedade infinita no fim da gestação. É muito mais comum mulheres passarem de 40 semanas do que bebês nascerem antes desta marca.

Nos cartões de pré-natal europeus existe a coluna das 41 semanas. Ou seja: é um item que pode ser facilmente preenchido.

No Brasil chegar até 40 semanas é mais raro. Afinal estamos falando de de um país com mais de 55% de cesáreas, muitas delas com hora marcada, o que faz aumentar o índice de prematuridade iatrogênica, bebês que estão a termo (a partir de 37 semanas) mas que não estão maduros para nascerem.

Imagine que uma criança que precise de 41 semanas para estar pronta seja retirada com 37? São três semanas de diferença. Muito tempo para acabar o tempo de maturação  dos órgão, principalmente os pulmões. Quando isso acontece os bebês precisam e UTI.

Quando os pulmões dos bebês estão prontos o trabalho de parto acontece. Com 35, 36, 37, 40, 41, 42 ou mais.

O primeiro ato de amor é o respeito ao tempo. Um respeito ao tempo de maturação dos orgãos. O direito da autonomia do sopro de vida.

Algumas vezes ouço alguma mulheres me dizerem: espero até 41 semanas depois vou partir para indução.

Por que nossa crença sobre nós mesmos tem hora marcada? Por que  colocamos um prazo para tudo nesta vida?

O bebê sabe sua hora de chegar. Nosso corpo sabe quanto tempo pode acolher. Toda fruta madura cai do pé.

Existem mulheres com ciclos mais longos ou irregulares e não se pode garantir com precisão o tempo da idade gestacional, principalmente se o ultrasson não foi feito precocemente. E mesmo que tenha sido feito, não sabemos quanto tempo aquele bebê precisa para estar pronto.

O que fazer se você chegou até as 41 semanas?

– Acredite em você. Uma hora seu trabalho de parto vai começar.

– Escreva uma carta de despedida para o bebê.

– Tire fotos da barriga.

– Faça um escalda pés bem quente com sal grosso, canela, gengibre, jasmim.

– Use essência de jasmim. Dissolva 5 gotas em 20ml  de óleo puro de gergelim. Passe no ventre.

– Sexo ardente, comida apimentada e chá de canela com gengibre (famoso 3 hots). No esperma masculino existe prostaglandina, hormônio que ajuda a iniciar o trabalho de parto.

– Sobretudo acredite: bebês nascem.

– Monitore constantemente o bem estar do bebê. Contrate uma enfermeira para isso. Para tanto você precisa estar cercado de pessoas que realmente acreditam que bebês nascem.

– Se optar por uma indução faça frequentemente (uma enfermeira está habilitada para fazer) descolamento de membranas. Depois de 3 dias (se não entrar em trabalho de parto) opte primeiro pela sonda de foley, uma bexiga colocada dentro do útero que estimula sua abertura. É uma indução mecânica. Essa bexiga acaba saindo com 5/6 cm. É indicada para mulheres com bolsa íntegra e com alguma dilatação.

Essa é Anna Sophia, ela nasceu com 42 semanas e 5 dias. Parto Natural espontâneo.

Foto: Kalu Brum Mãe e Bebê: Adriana Gontijo e Anna Sophia

Essa é Anna Sophia, ela nasceu com 42 semanas e 5 dias de parto natural da Adriana Gontijo.

 

10742582_806420142714809_1184415700_o

Essa é a Andrea Lacerda que pariu com 42 semanas e 5 dias e optou por uma indução porque seu líquido diminuiu consideravelmente.

Fui doula de sua mãe Adriana. A partir de 41 semanas ela fazia monitoramento a cada 2 dias (ausculta – frequência cardíaca do coração do bebê e ultrasson). Adriana não quis, mas com mais de 41 semanas recomenda-se o descolamento das membranas que estimula a produção de prostaglandina e pode estimular o início do trabalho de parto.

Mas saiba que nada que você faça fora vai surtir efeito se seu bebê não estiver pronto.

Acredite: bebês nascem. Como o da Adriana. Ela chegou com 9 cm de dilatação e pariu lindamente sua bebê.

Andrea Lacerda fez o mesmo. Com 42 semanas e 4 dias foi detectado diminuição de líquido. Ela fez alguns descolamentos e partiu para uma indução. Estava com 5 cm e em menos de 40 minutos o bebê nasceu de parto normal.

Bebês nascem! Que tenhamos sabedoria para aguardar que o façam em seu tempo e não no nosso. Que saibamos usar a tecnologia para intervir quando necessários

_______________________________________

Está grávida eu tem um neném pequeno? Faça a página dele no EuNenem.com, como muita mãe está fazendo! Já conhece? Tem muita coisa legal, vai amar…

Crie o site do seu Neném

Você também irá gostar destes

Como convencer sua amiga que vai fazer cesárea? Apenas pare
Sim, nós somos feitas para parir
Desafiando o sistema e a si mesma